Mutação em genes pode aumentar risco do câncer no ovário

Mulheres com mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 têm até 85% mais risco de desenvolver câncer de mama, e até 45% mais de chance de ter a doença no ovário. Apenas cerca de 0,1% da população possui mutação nos genes. Portanto, existem alguns pré-requisitos para identificar quem deve fazer uma investigação mais avançada.

O exame pode ser feito através da coleta de sangue ou saliva, de onde o DNA é extraído. Um dos objetivos do aconselhamento genético é discutir com a paciente quais são as estratégias mais eficazes para redução de risco



Deixe uma resposta